segunda-feira, 2 de junho de 2008

5 de junho - Dia do Meio Ambiente

No dia 5 de junho, comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente.


Foi num dia 5 de junho, em 2006, que foi assinado o decreto municipal que declarava a Rua Gonçalo de Carvalho como Patrimônio, Cultural, Histórico, Ambiental e Ecológico de Porto Alegre.
Em 9 de janeiro de 2006 morria o líder do Movimento Amigos da Rua Gonçalo de Carvalho e também fundador e presidente da AMABI - Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Independência.
Haeni morreu sem ver a vitória do movimento iniciado por ele.
Mas a semente que plantou desenvolveu-se e deu bons frutos.


Cabe a nós que ainda estamos aqui, continuarmos a acreditar que temos o Direito e a Obrigação de defendermos o nosso meio ambiente e resistir a todos que insistem em negar a oportunidade do cidadão comum ser ouvido quando se manifesta em defesa de nosso ambiente e de melhor qualidade de vida para todos.
Neste dia 5 de junho amigos do Haeni e de sua luta em defesa das árvores da Gonçalo, mesmo os que nunca o conheceram, irão prestar uma homenagem muito merecida.
Será celebrada uma cerimônia religiosa na Igreja Nossa Senhora da Pompéia (rua Barros Cassal, 220) às 18h 30min.
Haeni era católico e em todas as manifestações públicas que ele organizou em defesa da rua Gonçalo de Carvalho sempre havia a presença de um frade franciscano que fazia a leitura da “oração de São Francisco”, o protetor do meio ambiente.

Todos estão convidados, independente de sua religião e mesmo que não sigam nenhuma religião, a participarem da cerimônia como uma homenagem a defesa do meio ambiente e também para lembrar um de seus defensores, morto tão prematuramente.

Esta postagem foi enviada por César Cardia no dia 2 de junho de 2008 ao e-mail do Moinhos Vive.
Fonte: http://goncalodecarvalho.blogspot.com/2008/06/5-de-junho-dia-do-meio-ambiente.html

Um comentário:

Cesar disse...

Obrigado pela postagem.
Como sempre ocorre, muito pouca gente comparece nessas ocasiões.
No dia 5 não foi diferente, pouco mais de 20 pessoas estiveram na cerimônia.
Temos a tendência de esquecermos muito rápido o passado, especialmente as pessoas que passaram. Mas nós, do Movimento que surgiu pela ação do Haeni, não podemos nem devemos fazer isso. Pelo exemplo de sua atuação e pela qualidade de sua intenção.
Acreditamos que ele foi e continuará sendo um grande exemplo na defesa do Meio Ambiente e no direito de exercer a cidadania.
Por seu exemplo, nós dos Amigos da Gonçalo de Carvalho, sempre estaremos a prestar algum tipo de auxílio aos que, como ocorreu com nós, precisarem de apoios e sugestões para defenderem seus direitos de cidadãos e defenderem o Meio Ambiente, aqui em Porto Alegre ou mesmo distante daqui.